• BRASIL – BR

Controle de Intangíveis

Consultorias – Soluções Globaw®
Controle de Intangíveis

Enquanto alguns ativos podem ser totalmente controlado através de participação a maioria deles não pode.
Isto, obviamente, é através de ativos tangíveis, bem como, mas para os ativos intangíveis a situação torna-se muito mais complexa.

 
Os funcionários não são controlados através de posses, mas através de:

  • Contratos que normalmente impedem o trabalhador de competir contra o seu (sua) empresa;
  • Recompensas que atuam como motivadores extrínsecos de retenção
  • Condições de trabalho que atuam como intrínsecas de retenção “motivadores”

 
Assim, o ativo empregado é controlado, mas é controlado de uma maneira que é diferente e mais fraca do que a maneira como um ativo patente é controlada.
 
O Principio de Substituição
Toda e qualquer avaliação de bens parte, obrigatoriamente, do Principio de Substituição.
O Principio de Substituição não requer necessariamente a troca de um bem por outro similar e do mesmo gênero, mas sim por um bem qualquer igualmente rentável ou do mesmo valor.

O Principio de Substituição deve comparar e demonstrar a equiparação de pelo menos dois bens entre si, isto irá conferir a equidade necessária à avaliação efetuada, que assim obedecendo a parâmetros comparativos de ordem meramente financeira irá embasar com maior firmeza o valor atribuído ao bem avaliado com a certeza da isenção de parâmetros que não sejam técnicos. Por tanto, este principio é comum a qualquer um dos métodos de avaliação aplicados.
 
A abordagem de Mercado
Este método de avaliação envolve as seguintes etapas que irão fornecer os subsídios necessários para configurar as variáveis de uma fórmula cuja resultante é o valor atribuído a um bem intangível.

  • Coleta de dados ou pesquisa.
  • Análise dos valores que influenciam a formação do valor do bem.
  • Escolha dos múltiplos do negócio, que pode significar apenas um valor percentual sobre o valor total do negócio, envolvendo somente uma parte deste, uma determinada área de participação na formação do capital da empresa onde se efetua a avaliação.

 
Cabe ressaltar que as variáveis a serem utilizadas na composição do cálculo de avaliação podem ser diversas ou diferentes para cada tipo de bem a ser avaliado.
 
As vantagens deste tipo de avaliação são:

  • A configuração de uma fonte de dados objetiva, quando aplicação da pesquisa alcança o maior número de dados possível e abrange o universo de pesquisa de forma regular e consistente.
  • O resultado obtido com este método de avaliação é sempre um bom indicador de preços.

 
As desvantagens deste método são:

  • Dificuldades de se obterem os dados necessários.
  • Dificuldade na análise de cruzamento dos dados quando a avaliação envolve a venda total de uma empresa ou a totalidade de seus bens intangíveis que poderão ser, de per si, de gêneros diferentes.
  • Dificuldades na interpretação dos fatores de adequação ou de ajuste internos e externos à empresa, inclusive.
  • Estes fatores na sua maioria são dados subjetivos que podem passar desde o perfil psicológico e profissional de quem determina os rumos futuros da empresa até contingências externas de mercado a nível nacional e internacional.
  • Estas operações por valor de investimento que dependem, exclusivamente, do momento em que se encontra a empresa cujos bens estão sendo avaliados e atendem a uma necessidade específica da empresa ou a um objetivo muito bem delineado. Normalmente este único objetivo de avaliação de bens, configura-se como sendo o momento de venda da empresa que passa de uma administração familiar a uma gestão profissional ou então, na fusão de empresas de capital aberto e geralmente prevê suprir somente às necessidades dos sócios remanescentes advindas de um destes dois tipos de transição o que poderia volatilizar muito rapidamente o valor atribuído aos bens avaliados.

 

Globaw® – Lider em Performance.